Segundo protótipo de monojato polonês deverá voar este ano – REVISTA ASAS

Segundo protótipo de monojato polonês deverá voar este ano – REVISTA ASAS

junho 26, 2022 Off Por Admin

O mercado de jatos pessoais deverá ganhar novo impulso com o projeto Flaris LAR-1, da polonesa Metal Master. O segundo protótipo destinado a campanha de ensaios em voo está próximo de ser concluído.

A Metal Master espera obter a certificação polonsa do Flaris LAR-1 ainda no primeiro semestre de 2023, após avançar nos voos de testes.

O jato pessoal, de cinco lugar, realizou seu primeiro voo em abril de 2019, com o protótipo acumulando pouco mais de 220 voos.

O processo de certificação de jatos pessoais é ligeiramente mais complexo do que o submetido pela Metal Master, que busca, por ora, obter um certificado de tipo experimental sob a designação S-1 da Autoridade de Aviação Civil Polonesa. Um certificado de tipo FAR 135 poderá ser obtido no futuro.

LAR-1

Os ensaios em voo estão focados, por ora, principalmente em sistemas gerais, incluindo a suíte de aviônicos Garmin 600TXi, piloto automático integrado, trem de pouso retrátil, sistema hidráulico e elétrico. Outros sete exemplares para testes em solo estão sendo usados ​​para avaliar os motores, sistema hidráulico, trem de pouso, navegação por rádio e sistemas elétricos de degelo do LAR-1.

LAR-1LAR-1 tem espaço para cinco adultos e performance Stol com velocidade de cruzeiro elevada para a categoria

LAR-1LAR-1 é equipado com a suíte Garmin 600TXi

Os testes em voo ainda avaliaram o comportamento dinâmico do avião, que segundo o fabricante, obteve notável características de Stol, decolando em menos de 152 metros e pousando em aproximadamente 120 metros, com velocidade de estol, com full flap, de 59 nós (110 km/h). Além disso, o LAR-1 obteve uma razão de subida da ordem de 6.000 pés por minuto, com velocidade de cruzeiro de 325 nós (600 km/h). As marcas de desempenho aproximam o pequeno jato pessoal de um avião executivo leve, mas com velocidade de pouso próxima de alguns aviões monomotores a pistão. O LAR-1 é impulsionado por um motor Williams FJ33-5A de 1.846 lbf, o mesmo propulsor usado no também monojato Cirrus Vision.

O primeiro protótipo, registrado como SP-YLE, está voando a partir do centro de testes da Metal Master no aeroporto de Zielona Gora, no oeste da Polônia. O avião agora iniciará a campanha de testes em pistas de grama, o que deverá ocorrer até o quarto semestre do ano.

LAR-1Monojato LAR-1 tem como foco o piloto-proprietário e poderá operar em pistas com menos de 180 metros de comprimento

Embora o fabricante tenha um nome que remete ao uso de metais, o LAR-1 é produzido majoritariamente em fibra de carbono, seguindo uma tendencia na aviação civil, buscando maior redução de peso e melhores características aerodinâmicas e de construção.

Segundo o fabricante um dos destaques do LAR-1 é seu baixo custo operacional, com custos diretos na ordem de US$ 450 por hora de voo. Já o preço final do avião ainda não foi definido, mas deverá ficar próximo dos US$ 3 milhões, consideravelmente superior ao Cirrus Vision, que custa na ordem de US$ 1,9 milhões.