Filha de Milton Gonçalves quebra o silêncio e revela detalhes desconhecidos da morte do ator: 'sofria'

Filha de Milton Gonçalves quebra o silêncio e revela detalhes desconhecidos da morte do ator: 'sofria'

junho 1, 2022 Off Por Admin

Catarina Gonçalves, Filha de Milton Gonçalves, abriu o coração e entregou detalhes sobre a morte do pai, que aconteceu nesta última segunda-feira (30), aos 88 anos. Na oportunidade, Ela salientou que o pai teve uma morte calma e bonita, “sem dramas”.

Milton Gonçalves é facilmente confundido com a história da televisão

Milton Gonçalves tem uma longa trajetória como ator e diretor. Pouco antes de iniciar sua carreira artística, porém, foi aprendiz de sapateiro, de alfaiate e de gráfico. Foi contratado pela TV Globo em 1965, com Célia Biar e Milton Carneiro, fez parte do primeiro elenco de atores da emissora. Nesse meio tempo, atuou e dirigiu mais de 40 novelas da emissora.

Dono de uma atuação marcante e uma presença cênica única, por isso, Milton é frequentemente lembrado por sua versatilidade e suas diversas personagens. Entre os mais marcantes de sua carreira na TV, estão o Professor Leão do infantil “Vila Sésamo” (1972), o Zelão das Asas, de “O Bem-Amado” (1973), e o médico Percival, de “Pecado Capital” (1975). Participou de grandes produções, como “Roque Santeiro” (1985), “Tenda dos Milagres” (1985), “As Noivas de Copacabana” (1992), “Agosto” (1993) e “Chiquinha Gonzaga” (1999).

Milton estreou como diretor na novela “Irmãos Coragem” (1970), de Janete Clair. Dirigiu também os primeiros capítulos da novela “Selva de Pedra” (1972) e “Escrava Isaura” (1976), das novelas mais vistas no mundo. Entretanto, o seu último trabalho na TV Globo, foi na minissérie “Se eu Fechar os Olhos Agora”, de 2019. Atualmente está no ar como Romildo Rosa, personagem aa novela “A Favorita”  que está sendo reprisado no “Vale a Pena Ver de Novo”.

 

Milton Gonçalves um dos grandes ícones da TV brasileira

Milton soma em seu currículo feitos históricos. Um deles, apresentar o Emmy Internacional ao lado da também atriz Susan Sarandon. O único brasileiro da história a apresentar a premiação. Em 2006, Milton foi indicado a premiação de melhor ator, por sua personagem na novela Sinhá Moça.

Como resultado de sua grande atuação, Milton deixa um grande legado. E por isso, hoje acima de tudo, perdemos um dos maiores atores da TV, e um dos maiores nomes da luta racial no país. Simultaneamente estão de luto os fãs, os amigos, a arte e a luta antirracista.

 

 

Compartilhe isso:

TV MRNews Não perca também: