Cessna 500 Citation I, o início de uma era – REVISTA ASAS

Cessna 500 Citation I, o início de uma era – REVISTA ASAS

junho 20, 2022 Off Por Admin

Em outubro de 1968, a Cessna Aircraft anunciou o lançamento de uma nova aeronave inovadora, o Fanjet 500. Era o nascimento do primeiro jato do fabricante americano, que oferecia concorrência direta contra o Learjet 23 e o Aero Commander 1121 Jet Commander. 

Embora a Cessna tenha trabalhado anteriormente em um protótipo chamado Cessna 407, que era uma aeronave leve movida por dois motores, ele não prosperou. Este protótipo foi projetado com base na aeronave de treinamento militar Cessna T-37 Tweet.

A corrida pelo mercado de jatos executivos estava se tornando muito acirrada, com diversos modelos e fabricantes chegando ao mercado. A Cessna viu ali a oportunidade de inovar com o novo Fanjet 500. Em outubro de 1968, o projeto foi anunciado e apenas um ano depois, em setembro de 1969, o Fanjet 500 decolou pela primeira vez.

Cessna CitationFoto: AERO Magazine/Martín Romero.

Mas o programa passou por inúmeras modificações, o que levou à mudança de nome para o que conhecemos hoje: o Cessna 500 Citation. Mudanças na fuselagem, alargamento, mudança na posição dos pods do motor e mudança na cauda da aeronave, tornando-a maior e diédrica no plano horizontal, levaram ao nascimento do Citation I.

A aeronave foi certificada pela Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) em 9 de setembro de 1971, e o valor de cada unidade naquela época era de US$ 695 mil, o que equivale a US$ 5,14 milhões (R$ 26,5 milhões) hoje.

Para o ano de 1976, a aeronave seria melhorada novamente, seria alongada de 13,5 para 14,4 metros. Além disso, foram instalados motores JT15D-1A, que possuíam inversores de empuxo aos motores para maior eficiência de frenagem. Com essas modificações, o Citation I foi introduzido no mercado naquele ano.

Cabine dos pilotos do Cessna CitationFoto: Revista AERO/Martín Romero

Em 1977, a versão 501 Citation I/SP, que podia ser pilotada por um único piloto, foi certificada e entregue pela primeira vez no mesmo ano.

Em 1985 foi encerrada a produção do Cessna 500 Citation I.

[Colocar ALT]Cessna Citation da Força Aérea Chilena. | Foto: AERO Magazine?Martín Romero.

Especificações

O Cessna 501 Citation I tem capacidade para cinco passageiros. As dimensões da aeronave são 13,26 metros de comprimento, 14,35 metros de largura e 4,37 metros de altura. A área da ala atinge 25,87m².

O peso vazio da aeronave chega a 3.008 quilos e seu peso máximo de decolagem (Mtow) é de 5.375 quilos. Ele é alimentado por dois motores turbofan Pratt & Whitney Canada JT15D-1B, avaliados em 2.200 libras de empuxo cada.

Esta fabulosa aeronave atinge uma velocidade máxima de Mach 0,75 (926 km/h), e sua velocidade de cruzeiro é de 357 nós (661 km/h) a 35.000 pés de altitude. O alcance máximo da aeronave é de 2.459 quilômetros.

Citation II

Da versão 550 Citation I, segue a variante 501 Citation II, que foi anunciada em setembro de 1976 e voou pela primeira vez em 31 de janeiro de 1977, obtendo sua certificação FAA em março de 1978.

Cessna CitationFoto: AERO Magazine/Martin Romero

Esta aeronave também conta com a variante Citation II/SP, que pode ser pilotada por um único piloto, e um upgrade denominado Citation S/II, que voou pela primeira vez em fevereiro de 1984. Por fim, o upgrade Citation Bravo, que foi equipado com aviônicos e motores Pratt & Whitney PW530A, que voaram pela primeira vez em 25 de abril de 1955.

Esta variante foi adaptada para a Marinha dos EUA, recebendo o nome de T-47A. Em 2006 a produção da aeronave foi encerrada.

[Colocar ALT]O Citation I serviu de base para a bem-sucedida família de jatos executivos da Cessna – Foto: AERO Magazine/Martín Romero.

Especificações

O Cessna 550 Citation S/II transporta seis passageiros, e suas dimensões são 14,54 metros de comprimento, 15,91 metros de largura e 4,57 metros de altura. A área da asa da aeronave é de 31,38 m².

O peso vazio da aeronave é de 3.656 quilos e o peso máximo de decolagem (Mtow) é de 6.849 quilos. Alimentado por dois turbofans Pratt & Whitney JT15D-4B de 2.500 libras de empuxo.

Sua velocidade máxima é de Mach 0,72 e a velocidade de cruzeiro é de 403 nós a 35.000 pés de altitude. Seu teto operacional máximo é de 43.000 pés e seu alcance máximo é de 3.700 quilômetros.

No total, foram produzidos 690 Cessna Citation I entre 1971 e 1985, dos quais um grande número ainda está voando hoje e seu valor varia de US$ 300 mil a US$ 1,25 milhão (R$ 1,55 milhão a R$ 6,44 milhões), dependendo da versão. Da versão melhorada Citation II e Citation Bravo foram entregues um total de 1.184 unidades. Hoje o custo das unidades Citation II/SP, que foram fabricadas entre 1970 e 1980, chega a US$ 700 mil (R$ 3,61 milhões).

Cessna CitationFoto: AERO Magazine/Martin Romero